CNL 2020: apurados nos 2.º e 3.º CEB

cnl 2020 prova 4.º anoB

Os alunos do Agrupamento apurados para a fase Intermunicipal nos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico

total: 43 2.º CEB Turma n.º
43 Miguel Cardoso 5º A3 16
43 Maria Eduarda 5º B3 14
42 Maria da Luz Baptista da Cruz 6º D2 16
total: 48 3.º CEB
43 José Afonso Cunha Conceição 7º B2 11
42 Luís Lopes 7º B2 12
40 Gonçalo Lindo 7º C3 6

A seguir, mostramos a estatísticas dos resultados de cada prova:

cnl 2 ceb estat

No 2.º CEB verificamos uma concentração entre os 25 pontos e os 43 (total de pontos), com ama exceção de um concorrente que tirou uma classificação mais baixa e que é um caso isolado. A maior parte dos resultado concentrou-se entre os 30 e os 43 pontos, o que nos parece muito positivo.

cnl 3 ceb estat

No 3.º CEB, com muito menos concorrentes, os resultados foram um pouco diferentes: nenhum concluiu com a totalidade dos pontos (48), havendo a destacar 5 alunos com resultados acima dos 40. Nota-se uma grande dispersão nos restantes, entre os 16 e os 34 pontos. A prova era exigente exactamente para que se apurasse os leitores mais atentos.

Nesta prova, a organização teve de usar do critério de desempate, já que houve 3 concorrentes com 40 pontos e só havia lugar ao apuramento de um. Os tempos de conclusão da prova ficam registados na folha de cálculo e o 3.º apurado terminou a prova menos de 1 minuto antes do 4.º e cerca de 2 antes do 5.º.

CNL 2020: apurados os 3 representantes para a intermunicipal no 1.º CEB

cnl o

No sábado passado, pelas 10 horas da manhã, realizou-se a prova da fase municipal do 14.º Concurso Nacional de Leitura (CNL 2020) do alunos concorrentes do 4.º ano de escolaridade.

Estiveram presentes 9 concorrentes, representantes das respectivas turmas,  todos acompanhados pelas famílias e por alguns dos professores. Ainda compareceram dois alunos que ficaram em segundo lugar e que tinham ficado de reserva para o caso do colega mais bem classificado ter algum impedimento. Como prémio da sua presença, acabaram por participar, lendo partes do livro a concurso, mas sem serem incluídos na classificação oficial.

A prova era sobre o livro “Max e Achebiche, uma história muito fixe”, de António Mota no texto e Afonso Cruz nas ilustrações, editado pela Texto. Cada participante leu uma passagem do livro, tendo o júri apreciado a clareza (dicção e colocação da voz) e a expressividade (entoação e ritmo). De seguida, o apresentador do evento colocou a cada um dos alunos uma pergunta sobre o texto lido, tendo o júri apreciado, então, a fluência e a coerência do discurso.

O Júri foi constituído pelo Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Dr. Guilherme Duarte, pelo representante do Agrupamento de Escolas da Mealhada e membro da sua direção com a pasta do 1.º Ciclo do Ensino Básico, Dr. Paulo Lindo, e a nossa colega professora bibliotecária do Agrupamento, já reformada, Dr.ª Fernanda Cabral. A organização agradece muito o trabalho eficaz realizado pelos jurados.

Pretendia-se escolher os três representantes para a fase seguinte do CNL, a intermunicipal, que se realizará na Mealhada no dia 24 de abril próximo.

Os representantes apurados são:

  • Maria Pedro, da EB de Barcouço
  • Tiago Alves, da EB Mealhada
  • Beatriz Rodrigues, da EB Mealhada

Os restantes participantes foram:

  • da EB Antes – Rafaela Dias
  • da EB Casal Comba – Lucas Duarte
  • da EB Luso – David Guilherme
  • da EB Mealhada – Martim Silva
  • da EB Pampilhosa – Clara Silva
  • da EB Pampilhosa – Luana Almeida

A organização presta homenagem aos professores das turmas envolvidas pelo nível de preparação dos alunos. A prova para apurar estes concorrentes envolveu todos os alunos do 4.º ano do Agrupamento, constando de uma prova com 40 questões com respostas de escolha múltipla. Podemos garantir que não houve resultados abaixo de 28 pontos e até se verificaram empates com 40 pontos em que se recorreu a um segundo critério para apuramento do representante da turma. Temos de ter em conta que há alunos com dificuldades na leitura e outros que frequentam o ensino português há pouco tempo e cuja língua materna não é o português. Além disso, em 3 casos, houve quem deixasse páginas do questionário por responder, naturalmente por distração. Por estes motivos todos, estamos satisfeitos com a prestação dos alunos envolvidos, pela colaboração e empenho demonstrados, e pela colaboração dos nossos colegas professores das turmas do 4.º ano.

Por fim, mas não menos importante, agradecemos a presença dos familiares que acompanharam os alunos, já que a família é a base emocional estável que permite depois à escola e às bibliotecas fazerem o seu trabalho.

Solidariedade com a Ajudaris

ajudaris

(clicar na imagem)

Na sexta-feira que passou, na Biblioteca Municipal, foi apresentado o livro publicado pela associação Ajudaris onde foram publicados textos de alunos das escolas do Luso e Casal Comba do Agrupamento de Escolas.

O evento contou com a presença da diretora e fundadora da Ajudaris, Rosa Mendes, que encerrou a sessão. Antes, houve a atuação de um grupo de alunos da EB do Luso, que fez uma pequena dramatização da história que desenvolveram na turma, uma segunda atuação musical do grupo de alunos da EB de Casal Comba e foi passado um pequeno vídeo de produção escolar.

No final, houve sessão de autógrafos e um pequeno lanche.

A equipa das Bibliotecas Escolares do Agrupamento saúdam as professoras que se envolveram na atividade e que conseguiram dinamizar os alunos. Salientamos também a adesão sincera e entusiástica dos alunos envolvidos.

Agradecemos a disponibilidade do espaço cedido pela Biblioteca Municipal.

Concurso Nacional de Leitura 2020

cnl 2020 prova 4.º anoB

biblioteca_verticalRBM_vermelho bordeaux_150ppi

 

 

 

 

 

 

A Rede de Bibliotecas da Mealhada está a levar a cabo as fases de escola e municipal do Concurso Nacional de Leitura 2020.

Os alunos do 4.º ano de escolaridade realizaram as provas a nível de escola na semana passada e o aluno mais bem classificado em cada turma irá participar no dia 1 de fevereiro de 2020, pelas 10:00 horas, na Biblioteca Municipal da Mealhada numa sessão de nível municipal.

O Concurso Nacional de Leitura vai na 14.ª edição e pretende celebrar a leitura e a escrita de forma universal e significativa.

Da responsabilidade do Plano Nacional de Leitura 2027, articula-se com a Rede de Bibliotecas Escolares, com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua , com a D-G de Administração Escolar/Direção de Serviços de Ensino e das Escolas Portuguesas no Estrangeiro, com a Rádio Televisão Portuguesa e com a Câmara Municipal de Oeiras, onde se realizará a fase nacional.

Nesta fase municipal serão apurados os representantes das escolas do concelho à terceira fase, a intermunicipal, que acolherá os alunos da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e que se realizará na Mealhada.

A Rede de Bibliotecas da Mealhada reúne a Biblioteca Municipal, as 7 bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas e a biblioteca da Escola Profissional.

Intervir numa situação de doença neuromuscular

inclusiva

Publicado a 6 de julho de 2018, o Decreto-Lei n.º 54/2018 reitera o compromisso nacional com a educação inclusiva enquanto processo que visa responder à diversidade de necessidades dos alunos através do aumento da participação de todos na aprendizagem e na vida da comunidade escolar.

A este pretexto, no dia 6 de novembro de 2019 decorreu na biblioteca da Escola Básica n.º 2 da Mealhada, uma sessão de formação com o fim de mostrar como intervir numa situação de doença neuromuscular. Tratou-se de uma sessão conjunta envolvendo Educação, Saúde, Sociedade e Família, de acordo com uma perspectiva de “Educação/ Sociedade Inclusiva”,

É inegável que esta é uma missão exigente para profissionais, escola, comunidade e sociedade mais alargada. É uma missão de compromisso ético e social que a todos convoca na reflexão e na ação.

Internet segura: Stop bullying

 

02-1-e1555067466454.jpg

A biblioteca da Escola Básica n.º 1 da Mealhada participou no programa “Internet Segura” através de uma exposição com o título “Stop bullying”.

Todos os materiais forem concebidos pela equipa da biblioteca da EB 1 da Mealhada. Estiveram expostos no corredor junto à biblioteca e ao refeitórios, pelo que todos os alunos tiveram a oportunidade de ver e receber a mensagem.

Cidadania Digital – SeguraNet

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

A equipa das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas da Mealhada, com a iniciativa e colaboração da professora Cristina Carrilho, organizaram uma atividade no âmbito da formação “Cidadania Digital“- projeto da SeguraNet, no dia 27 de fevereiro de 2019 (4ª feira), de manhã, no Cineteatro Messias.

Estiveram presentes cerca de 220 alunos das turmas do 2.º ciclo (5.º e 6.º anos) e do 7.º ano da Escola Básica n.º 2 da Mealhada.

A SeguraNet tem como missão promover a navegação segura, crítica e esclarecida da Internet na comunidade educativa. É da responsabilidade da Direção–Geral da Educação/Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas. Faz parte integrante do consórcio público-privado Centro Internet Segura, em parceria com a Fundação para a Ciência e Tecnologia, o Instituto Português do Desporto e Juventude e a Microsoft Portugal, que, por sua vez, decorre no âmbito do Safer Internet Programme da Comissão Europeia.

Intervieram na sessão

  • o Sr. Diretor do Agrupamento de Escolas da Mealhada, Dr. Fernando Trindade
  • dois membros da Guarda Nacional Republicana, adstritos ao programa Escola Segura, o Cabo Chefe Marques e a Guarda Principal Jerónimo;
  • a nossa Coordenadora Interconcelhia das Bibliotecas Escolares, Dr.ª Helena Duque e
  • a Doutora Maria José Loureiro e o doutorando Filipe Moreira, da Universidade de Aveiro.

Por razões de agenda o Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal, Dr. Guilherme Duarte, não conseguiu estar presente, mas agradecemos muito a disponibilidade com que nos cedeu o espaço e colaborou na organização. Também agradecemos muito aos funcionários do Cineteatro, nomeadamente ao Sr. Ivo Fernandes.

O objetivo desta atividade foi a de promover a segurança na navegação na Web.

Muitos estudos apontam que há muita imprudência na forma como se navega na Internet e interessa alertar o público, em geral, e o escolar, em particular, para o problema. Não foi intenção exagerar os perigos, juntando-nos às vozes sensacionalistas que também poluem certa informação sobre o tema e que contribuem para a insegurança. Por isso, os intervenientes são pessoas bem conhecedoras do tema, com vasta experiência na parte pedagógica e saber na parte mais tecnológica.

Foi importante a presença dos elementos da GNR, uma vez que consideramos importante enfatizar o seu papel protector das populações. Trata-se de um recurso a quem os alunos podem recorrer em caso de se defrontarem com problemas graves. Este corpo de segurança, embora não tenha os meios de resolver, é um elemento de proximidade que coloca os serviços competentes e equipados, a Polícia Judiciária, a tratar do assunto.

A Dr.ª Helena Duque veio representar a Rede de Bibliotecas Escolares e demonstrar como as BE têm um papel a desempenhar nesta matéria e a forma como estão muito envolvidas.

Da Universidade de Aveiro, vieram a Doutora Maria José Loureiro, licenciada em Ensino de Francês e Português, mestre e doutorada em Didática e Tecnologia Educativa e com larga experiência na apresentação do tema tratado nesta sessão, tendo já participado em ações do género neste Agrupamento em anos anteriores, e o doutorando Filipe Moreira. Através de uma comunicação muito dinâmica, com interpelação constante aos alunos e até com um contributo dos elementos da GNR, transmitiram as recomendações mais importantes, utilizando material audiovisual que muito impressionou os alunos.

Os objetivos foram plenamente atingidos.

Teatro para as escolas

CARTAZ-geral-724x1024

Integrada no Plano de Atividades do Agrupamento e articulada com o Departamento de Português as Bibliotecas Escolares promoveram a visualização da peça “A viúva e o papagaio” de Virgínia Woolf, no Cineteatro Messias, no dia 29 de março, de manhã, pelos alunos das turmas turmas do 5.º ano do Agrupamento de Escolas da Mealhada (EB 2 da Mealhada e da Pampilhosa).

A equipa das Bibliotecas Escolares agradece muito a colaboração da Câmara Municipal da Mealhada, que cedeu o teatro e financiou a contratação da companhia de teatro.

Esta obra foi lida pelos alunos do 5.º ano de escolaridade pois pertence às Metas Curriculares desse ano e está inserida no Plano Nacional de Leitura.

É um conto imprevisível e entusiasmante que acompanha a aventura da Sr.ª Gage na procura da herança inesperada que o seu irmão lhe deixou, contando com a ajuda de James, um papagaio invulgar.

A companhia Caixa de Palco desenvolveu uma performance muito boa, com elevado dinamismo, mas ao mesmo tempo descontraído, com variações ao texto com alusões à vida local. Os atores encheram o palco e deram vida e alma às personagens, tal como prometeram.

Tratou-se de uma excelente promoção da arte do teatro, permitindo aos alunos uma boa experiência e contribuindo para a criação de público.

 

Semana da Leitura na EB 1 da Pampilhosa

No Centro Escolar da Pampilhosa, a Semana da Leitura foi muito animada e preenchida.

Uma alegria!

Durante toda a semana, muitas foram as atividades onde a poesia foi uma festa dentro das salas e no recreio, ao ar livre.

A leitura nos espaços exteriores a todos contagiou com a sua alegria, permitindo uma dinâmica que envolveu professores e alunos.

Assim, ler é uma festa!

A seguir, as fotos:

Ciclo de Cortos en Lengua Castellana – Balanço

No âmbito da disciplina de Espanhol e em colaboração com as bibliotecas do Agrupamento, entre 25 de janeiro e 4 de fevereiro, desenvolveu-se a atividade “Ciclo de cortos en lengua castellana”, que envolveu os alunos da disciplina durante as atividades letivas, assim como os alunos que frequentaram a biblioteca durante a hora de almoço e intervalos.

Durante estes dias, foram projetadas várias curtas-metragens premiadas ou selecionadas para os Prémios Goya nas bibliotecas da Escola Básica n.º 2 da Pampilhosa, da Escola Básica n.º 2 da Mealhada e da Escola Secundária da Mealhada.

Estiveram, ainda, em exposição biografias sobre vários atores conhecidos da atualidade e obras literárias de autores hispânicos, bem como filmes, panfletos e mapas de cidades espanholas.

Os filmes escolhidos abordaram temáticas no âmbito da solidariedade e do respeito pelo outro, o consumismo e a ética, e a influência do uso das novas tecnologias no contacto humano, tendo constituído uma oportunidade para trabalhar conteúdos da disciplina fora da sala de aula.

Desta forma, esta atividade foi uma oportunidade não só de motivação dos alunos para a aprendizagem da língua castelhana e dar a conhecer o festival de cinema Prémios Goya, como contribuiu para despertar para o prazer de ver cinema e promover esta forma de arte enquanto instrumento de expressão e de diversidade cultural.

Ciclo de Cortos: “El vendedor de humo”

el vendedor

El vendedor de humo.

Ano: 2012

Género: animação

Realizador: Jaime Maestro

Sinopse: Um jovem vendedor ambulante chega a uma pequena cidade para comercializar um produto bem incomum. Inicialmente, ninguém lhe dá atenção por não entenderem o que está a vender. Quando descobrem, o seu baú começa a ficar cheio de moedas, mas ninguém imagina que ele possui um grande segredo.

Vencedor da categoria “Melhor Curta-Metragem de Animação” nos Prémios Goya 2013

Para saber mais: (+)

Grupo Disciplinar 350 – Espanhol

Ciclo de Cortos: “La leyenda del espantapájaros”

la-leyenda-del-espantapajaros

La leyenda del espantapájaros

Ano: 2005

Género: animação

Realizador: Marco Besa

Sinopse: Era uma vez um espantalho amável e solidário, mas que os corvos temiam pelo seu aspeto ameaçador. Sentia-se sozinho, pelo que decide mudar de vida. Será que consegue ser aceite?

Nomeado para a categoria “Melhor Curta-Metragem de Animação” nos Prémios Goya 2005

la leyenda del espantapájaros 1

Grupo Disciplinares 350

Ciclo Cortos: “Diez minutos”

diez 1

Diez minutos

Ano: 2004

Realizador: Alberto Ruiz Rojo

Protagonistas: Gustavo Salmerón e Eva Marciel

Género: drama

Enrique contacta o serviço de apoio ao cliente da empresa de telecomunicações do seu telemóvel. É atendido por Nuria, a assistente da operadora. Enrique só tem dez minutos para convencer Nuria a fornecer-lhe um número que fora marcado no seu telemóvel. Dependerá dessa informação para recuperar ou perder o amor da sua vida.

Nomeado para o Prémio “Melhor Curta-Metragem de Ficção nos Prémios Goya 2005

diez 2

Grupo disciplinar 350 – Espanhol

Ciclo Cortos: “Cuerdas”

cuerdas

Cuerdas

Ano: 2013

Realizador: Pedro Solís García.

Género: animação

Sinopse: Esta curta-metragem debruça-se sobre a relação de amizade entre a pequena Maria e seu colega de orfanato Nicolás. A menina, ao contrário dos demais colegas, que preferem manter distância do recém-chegado, logo se aproxima e passa a incluí-lo em todas as brincadeiras, fazendo as adaptações necessárias para que o amigo também se possa divertir.

Vencedor “Melhor Curta-Metragem de Animação” nos Prémios Goya 2014.

Grupo 350 – Espanhol