Feliz Natal no Scratch

natal scratch

Uma das atividades das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas da Mealhada tem como base de trabalho a aplicação Scratch, cuja animadora é a professora Cristina Carrilho.

A referida aplicação está concebida para ensinar os rudimentos da programação em computador e iniciar qualquer interessado nesta “arte”.

Para o Natal, os alunos envolvidos no projeto “desenharam” um trabalho, demonstrando o que aprenderam num período.

O projeto tem um blogue por onde podemos acompanhar o trabalho dos alunos (clicar na imagem):

scra

Anúncios

Começaram as atividades Scratch

Os alunos da Escola Básica n.º 2 da Pampilhosa tiveram o seu primeiro contacto com  linguagem de programação através da aplicação Scratch, do MIT.

Um aluno do 5.º ano, o Pedro, fez o seu primeiro projeto, tendo construído o seu próprio cenário e explorado comandos, ciclos de repetição e, naturalmente, muitos conhecimentos matemáticos e linguísticos.

scratch_n

Em modo Halloween, o João e o Diogo também quiseram aventurar-se a dar os primeiros passos em Scratch…

scratch_n2

Scratch & Programação: cria os teus projetos

Scratch é uma das linguagens de programação mais acessíveis por não exigir conhecimentos prévios de outras linguagens. Fruto do trabalho continuado de investigação e aperfeiçoamento das linguagens e ambientes de programação para jovens (LOGO, nos anos 80), foi criada no Media Lab do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e divulgado publicamente em Maio de 2007.

scratch

Esta linguagem de programação, cujo lema é “inventa, programa, partilha”, foi concebida e desenvolvida como resposta ao problema do crescente distanciamento entre a evolução tecnológica no mundo e a fluência tecnológica dos cidadãos. Foi pensada, igualmente, para promover um contexto construcionista propício ao desenvolvimento da fluência tecnológica nos jovens, desde muito cedo, e das competências transversais ditas “para o século XXI”, nomeadamente a resolução de problemas. Os seus autores creem que poderá, ainda, permitir avançar na compreensão da eficácia e inovação do uso das tecnologias nas aprendizagens em diferentes domínios e contextos, nomeadamente na educação matemática formal e informal (pela própria natureza do ambiente), tornar os jovens criadores e inventores (mais do que meros consumidores de tecnologia) e estimular a aprendizagem cooperativa.

Na opinião de investigadores, o Scratch afigura-se como um meio tecnológico de muito potencial para o ensino e aprendizagem em diferentes contextos e/ou áreas disciplinares, permitindo que utilizadores de todos os ciclos de ensino – pré-escolar, básico, secundário e superior -, exercitem a sua criatividade, o raciocínio científico, lógico e matemático e desenvolvam variadíssimas competências, específicas e transversais, de forma interativa e lúdica.

Em Portugal, esta linguagem de programação é divulgada pelo EduScratch – projeto do Centro de Competência TIC da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, integrado nos projetos da Direção Geral de Educação (DGE) através da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas (ERTE).