Exposição Património: como é?

A exposição Património: dar um futuro ao passado consiste numa série de 15 painéis que abrangem várias facetas do assunto anunciado no seu título.

Os colegas que queiram explorar pedagogicamente os conteúdos da exposição têm material de apoio, incluindo propostas de atividades, numa publicação depositada nas bibliotecas da EB 2 da Pampilhosa, Eb 2 da Mealhada e da Escola Secundária.

Na ilustração reproduzida abaixo, divulgamos o material pedagógico fornecido pelos editores da exposição e cujo guião é da autoria do Prof. Doutor José Amado Mendes. Doutorado em História Moderna e Contemporânea, pela Universidade de Coimbra, e mestre em Ciências da Educação, pela Universidade de Austin (EUA), aposentou-se como professor catedrático da FLUC. É especialista em temas relacionados com história económica e social, industrialização, museologia e património cultural, entre outros, sobre as quais publicou várias obras.

A produção da exposição é da editora Santillana e da Fundação Manuel António da Mota, pretendendo contribuir para uma cidadania informada e consciente, promovendo a educação patrimonial e transmitir uma visão do património como elemento de enriquecimento económico e social.

Santillana (1)

SOS Azulejo

sos azulejo

No âmbito da iniciativa da Polícia Judiciária, SOS Azulejo,  os Jardins Infantis do Agrupamento de Escolas da Mealhada, a Escola Básica n.º 1 da Pampilhosa e a turma E do 10.º anos de escolaridade da Escola Secundária da Mealhada (turma do curso profissional Técnico de Multimédia) aplicaram no dia 6 de maio os azulejos pintados pelos alunos, em parceria com diversas entidades, mas paragens de autocarro.

Esta atividade resultou numa requalificação dos espaços das paragens de autocarro junto à Escola Secundária e à EB n.º 2 da Mealhada.

Por outro lado, os alunos foram sensibilizados para a causa da salvaguarda e proteção do património azulejar português, que é o objetivo da Polícia Judiciária ao promover esta iniciativa.