Livros RTP “Coleção Essencial”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Livros-RTP

Discurso do Sr. Presidente da República, Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa no lançamento da coleção. Pedagógico e esclarecido. Realçamos o enquadramento histórico que traçou e o paralelismo entre a “coleção RTP” de há 48 anos e a atual.

Anúncio e destaque da RTP.

O Agrupamento de Escolas da Mealhada, por proposta das Bibliotecas Escolares, comprou parte da coleção “Livros RTP”. Não se adquiriu a totalidade porque as Bibliotecas já tinham parte da lista de obras noutras edições em boas condições.

  • A Vida Verdadeira de Domingos Xavier – José Luandino Vieira
  • Agosto – Rubem Fonseca
  • Dinossauro Excelentíssimo – José Cardoso Pires
  • Os Buddenbrook – Thomas Mann
  • Jesusalém – Mia Couto
  • Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago
  • As Naus – António Lobo Antunes
  • O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald
  • O Fator Humano – Graham Greene
  • Fantasia Para Dois Coronéis e Uma Piscina – Mário de Carvalho
  • A Guerra do Fim do Mundo – Mario Vargas Llosa
  • A Mancha Humana – Philip Roth
  • A Geração da Utopia – Pepetela
  • Capitães da Areia – Jorge Amado

Literatura Brasileira

centauro

O Centauro no Jardim
de Moacyr Scliar

Moacyr Scliar nasceu em Porto Alegre (Brasil) em 1937. Autor de uma vasta obra (romance, conto, ensaio), recebeu já vários prémios e está traduzido em mais de uma dezena de línguas.

info

Clarice Lispector: A Descoberta do Mundo

lispector descoberta

Clarice Lispector (bio)

A descoberta do mundo

livro de crónicas

«Escrevia acerca dos filhos, dos amigos, das empregadas, da sua infância, das viagens, de tal forma que A Descoberta do Mundo, uma colectânea com os artigos que escreveu nas suas colunas, publicada postumamente, pode considerar-se quase uma autobiografia

Benjamin Moser, em Clarice Lispector, Uma Vida

O jornal Público publicou algumas destas crónicas. Experimenta este.

Machado de Assis

memorias_postumas_de_bras_cubas

 

Publicado primeiramente como folhetim na Revista Brasileira, em 1980, foi editado como livro em 1881, “Memórias póstumas de Brás Cubas” é um dos mais famosos romances de Machado de Assis e um marco fundamental  na literatura brasileira.

Narrado por uma personagem, Brás Cubas, o autor das memórias mas já falecido (daí o título algo absurdo: “memórias póstumas”), o livro aborda as experiências de um filho de uma família abastada da elite brasileira do século XIX que, ironicamente e interpelando o leitor, vai retratando o Rio de Janeiro da sua época. Por isso, é considerado por muitos o introdutor do Realismo no Brasil. Porém, a narrativa também contém ainda traços romanescos nas paixões e amores frustrados do protagonista, aqui e acolá aparecem apontamentos fantasiosos sob a forma de delírios, servidos de um humor cáustico que o afasta do “cânone” naturalista.

Esta obra foi bastante inovadora, pelo tom cáustico e o novo estilo adoptados, bem como pela conteúdo temático até então inédito no Brasil, quer nos assuntos tratados, quer no tom crítico com que retrata a escravatura, as diversas classes sociais, entre outros.

Rubem Fonseca: O que é preciso ter para ser escritor

 

Um mestre:

Rubem Fonseca: O que é preciso ter para ser escritor

(vídeo)

Rubem Fonseca andou, falou, sorriu, citou, encolheu-se e libertou-se e deixou, para quem quis ouvir e seguir-lhe o conselho, os seus cinco mandamentos: loucura, alfabetização, paciência, motivação e imaginação.

(artigo JL)

A Biblioteca tem na sua coleção exemplares das seguintes obras do autor:

Diário de um fescenino.
Porto : Campo das Letras , 2003. , 205 [5] p. ; 21 cm. 972-610-712-1

A grande arte : romance.
1.ª ed. Porto : Campo das Letras , 2007. , 322, [1] p. ; 24 cm. 978-989-625-196-3

O seminarista.
1.ª ed. Porto : Sextante , 2010. , 129 p. ; 24 cm. 978-989-676-023-6

 

Na Biblioteca Municipal há os seguintes exemplares:


O doente Molière.
1ª ed. Porto : Asa , 2002. , 142, [2] p. ; 21 cm. 972-41-2757-5

A confraria dos espadas.
1ª ed. Porto : Campo das Letras , 2001. , 129, [4] p. ; 21 cm. 972-610-306-1

Agosto.
2ª ed. Lisboa : Dom Quixote , 2003. . 972-20-1629-6

Histórias de amor.
1ª ed. Porto : Campo das Letras , 1999. , 131 p. ; 21 cm. 972-610-176-X

E do meio do mundo prostituto só amores guardei ao meu charuto.
1ª ed. Porto : Campo das Letras , 1999. , 98 p. ; 21 cm. 972-610-175-1

 

Yukio Mishima, Albert Camus e muitos outros

Mais três livros.

  • A Melodia do Adeus, de Nicholas Sparks
  • O Tumulto das Ondas, de Yukio Mishima
  • O Estrangeiro, de Albert Camus

primeira destas obras é do autor campeão mundial da especialidade “arrasa-corações”, cujos livros já suscitaram grandes êxitos do cinema melodramático.

Yukio Mishima foi um dos maiores escritores em língua japonesa, escreveu dezenas de romances, poesias, peças e ensaios políticos e filosóficos, tendo sido indicado por três vezes ao prémio Nobel de Literatura. A descobrir.

O Estrangeiro é um verdadeiro “clássico” da literatura contemporânea e Camus um grande escritor que marcou uma época.

 

Darwin, Rubem Fonseca e Liza Dalby

Dos três livros anunciados, temos um clássico da ciência que teve um impacto significativo na ciência e na forma como hoje apreendemos os fenómenos naturais, um consagrado autor brasileiro, Prémio Camões de 2003, que muita falta fazia na nossa colecção, e, no início da lista, uma curiosa, além de bem escrita e informada, abordagem ao misterioso mundo das gueixas, que tanto inflamou a imaginação dos Ocidentais quando descobriram a extraordinária cultura japonesa.