Rómulo – Centro Ciência Viva da UC e a divulgação da Matemática

Divulgamos uma notícia do

fd530-publico

A matemática não é só contar carneiros e outras histórias de divulgação científica

Carlos Fiolhais fundou o Rómulo – Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra que assinala esta sexta-feira dez anos a fazer chegar a ciência a vários públicos, de crianças do ensino básico a universidades seniores.

Carlos Fiolhais começou a percorrer escolas para divulgar ciência em 1983. Inês Guimarães iniciou-se nesse papel em 2015, embora noutro registo. Mudam-se os tempos, mudam-se os meios técnicos. A jovem de 20 anos que está no terceiro ano de Matemática na Universidade do Porto chega a uma audiência de milhares a partir do YouTube. O seu canal, ?MathGurl, em que aborda desafios e curiosidades matemáticas, conta com 65 mil subscritores. O que, não entrando no campeonato dos milhões de seguidores dos youtubers mais populares, já é um número significativo quando o assunto é o “papão da matemática”.
Vídeos de Inês Guimarães:

Casa das Ciências: publicações

casa

(clicar na imagem)

A Casa das Ciências é um portal de base colaborativa que recolhe, valida e divulga materiais digitais para servir os professores de ciências dos diferentes níveis de ensino.

As bibliotecas do Agrupamento têm recebido gratuitamente exemplares da Revista de Ciência Elementar. Trata-se de uma publicação trimestral, que discute conceitos de Ciência Elementar, através de artigos de diversos autores, observando um padrão de qualidade de informação de nível elevado.

Dirige-se a um público alargado de professores do ensino básico e secundário, aos estudantes de todos os níveis de ensino e a todos aqueles que se interessam pela Ciência, nomeadamente a Matemática, Física, Química, Biologia e Geologia.

O nível da linguagem, sendo acessível, procura manter um rigor superior.

Clicando na imagem, obtém-se a ligação à página onde estão “depositados” as diversas publicações já lançadas, podendo-se a partir daí importar os artigos já publicados, com duas opções: ficheiro PDF ou ficheiro EPUB.

Corpo redatorial.

 

REVISTA DE CIÊNCIA ELEMENTAR

IMG

Revista da Casa das Ciências.

Recebemos de oferta 6 números da revista REVISTA
DE CIÊNCIA ELEMENTAR, editada pela Casa das Ciências, que serão colocados nas bibliotecas e na sala de professores da Escola Secundária e nas Escolas Básicas n.º 2 da Mealhada e da Pampilhosa.

A imagem acima colocada contém uma hiperligação à versão em PDF da revista, que pode ser importada sem reservas.

Estamos certos que, deste modo, aproximamos a biblioteca aos interesses dos utilizadores que manifestem interesse por assuntos da área das ciências naturais.

Recomendamos o acesso aos recursos disponíveis do portal da “Casa das Ciências”.

A biblioteca pode colaborar.

O AEM no Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócio

jose

No dia 2 de abril, no auditório do Centro Cultural de Tábua, realizou-se a 4.ª edição do Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócio, no âmbito do projeto “Empreendedorismo nas Escolas”, dinamizado pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra.
Estiveram a concurso 18 ideias do ensino secundário e profissional, uma de cada município da CIM.
A representar o município da Mealhada estiveram os alunos José Jesus, José Cruz e Nuno Laranjo do 12º ano do curso de Ciências e Tecnologias da Escola Secundária da Mealhada, com “JoyMagnet” , uma bateria sem fios que converte ondas de radiofrequência em corrente contínua.
Apesar do empenho, da qualidade do trabalho e da brilhante prestação dos alunos no concurso intermunicipal o objetivo pretendido, um lugar no pódio, não foi atingido.

Os ensaios da FFMS

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) tem vindo a lançar uns pequenos livros, reunidos na colecção “Ensaios da Fundação”, com a participação editorial da Relógio D’Água.
A colecção, dirigida por António Araújo, obedece aos princípios estatutários da FFMS: «conhecer Portugal, pensar o país e contribuir para a identificação e resolução dos problemas nacionais, assim como promover o debate público.». Trata-se de pequenas publicações de autores com currículo académico e público nos assuntos que desenvolvem e constituem sínteses muito interessantes para o nosso público
A Fundação ofereceu-nos 47 exemplares, a juntar aos dois que já possuíamos, que muito agradecemos.
Criada em 2009 pelos descendentes de Francisco Manuel dos Santos, a FFMS tem como principal objectivo estimular o estudo da realidade portuguesa, com o propósito de assim contribuir para o desenvolvimento da sociedade, o reforço dos direitos dos cidadãos e a melhoria das instituições públicas.
A mesma Fundação lançou a PORDATA, que fornece acesso gratuito à mais completa base de dados estatísticos do país.
  • Justino, David – Difícil é educá-los. (já existente)
  • Vieira, Maria do Carmo – O ensino do português. (já existente)
  • Morgado, Miguel – Autoridade.
  • Rosa, Maria João Valente – Portugal : os números.
  • Brito, Miguel Nogueira de – Propriedade privada : entre o privilégio e a liberdade.
  • Mendes, Fernando Ribeiro – Segurança social : o futuro hipotecado.
  • Bento, Vítor – Economia, moral e política.
  • Marques, Sibila – Descriminação da terceira idade.
  • Sousa, Luís de – Corrupção.
    Cunha, Tiago Pita e – Portugal e o mar : à redescoberta da geografia.
  • Magalhães, Pedro – Sondagens, eleições e opinião pública.
  • Vieira, Maria do Carmo – O ensino do português.
  • Fiolhais, Carlos – A ciência em Portugal.
  • Gomes, Conceição – Os atrasos da justiça.
  • Torres, Eduardo Cintra – A televisão e o serviço público.
  • Moura, Vasco Graça – A identidade cultural europeia.
  • Mónica, Maria Filomena – A morte.
  • Gonçalves, Nuno – Economia paralela.
  • Pereira, João Santos – O futuro da floresta em Portugal.
  • Guinote, Paulo – Educação e liberdade de escolha.
  • Augusto, Carlos Alberto – Sons e silêncios da paisagem sonora portuguesa.
  • Catroga, Fernando – Ensaio respublicano.
  • Matias, Gonçalo Saraiva – Migrações e cidadania.
  • Cordeiro, Mário, – Crianças e famílias num Portugal em mudança.
  • Avilez, Francisco Xavier Miranda de – A agricultura portuguesa : as últimas décadas e perspectivas para o futuro.
  • Fernandes, Jorge – O parlamento português.
  • Machado, Maria do Céu – Adolescentes.
  • Sá, Tiago Moreira de – Política externa portuguesa.
  • Santos, Mário Coutinho dos – O dinheiro.
  • Simões, Manuel Sobrinho – O cancro.
  • Pinto, Raquel Vaz – Os portugueses e o mundo.
  • Marçal, David – Pseudociência.
  • Fernandes, Tiago – A sociedade civil.
  • Belchior, Ana Maria – Confiança nas instituições políticas.
  • Galvão, Pedro – Ética com razões.
  • Fernandes, José Manuel – Liberdade e informação.
  • Santos, Loureiro dos – Forças armadas em Portugal.
  • Rosa, Maria João Valente – O envelhecimento da sociedade portuguesa.
  • Ribeiro, Gabriel Mithá – O ensino da história.
  • Centeno, Mário José Gomes de Freitas – O trabalho : uma visão de mercado.
  • Barros, Pedro Pita – Pela sua saúde.
  • Mota, Francisco Teixeira da – A liberdade de expressão em tribunal.
  • Osswald, Walter – Sobre a morte e o morrer.
  • Aboim, Sofia – A sexualidade dos portugueses.
  • Sarmento, Joaquim Miranda – Parcerias público-privadas.
  • Rosa, Maria João Valente – Portugal e a Europa : os números.
  • Garoupa, Nuno – O governo da justiça.

COMPETIÇÕES NACIONAIS DE CIÊNCIA – 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Alunos da ESM participantes nas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2014

Primeiro lugar na “fisq 2014”

Os alunos José Diogo da Costa Jesus (à direita na foto) e Bárbara Babo Duarte (de quem não temos foto), do 9º ano da Escola Secundária da Mealhada, ficaram em 1º lugar nafisq 2014“, competição que envolveu 142 equipas de várias escolas do país.

A fisq é uma competição nacional de físico-química, integrada nas Competições Nacionais de Ciência, para alunos que frequentam o 9.º ano de escolaridade.

A 3.ª edição decorreu no dia 29 de abril de 2014, na Universidade de Aveiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2014

Também nas Semifinais das Olimpíadas de Química Júnior que decorreu no dia 5 de Abril, na Universidade de Coimbra, a equipa constituída pelos alunos José Diogo da Costa Jesus, Inês de Almeida Samagaio e Inês Sofia Borges Neves do 9º ano da Escola Secundária da Mealhada conquistaram a Medalha de Bronze.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

José Diogo da Costa Jesus, Dr.ª Cristina Fernandes, Inês Sofia Borges Neves e Inês de Almeida Samagaio

A Biblioteca da Escola Secundária da Mealhada felicita os êxitos destes alunos em representação das escolas do Agrupamento, assim como o apoio que os professores lhes deram, em especial a Dr.ª Cristina Fernandes.

O coordenador das Bibliotecas Escolares do Agrupamento agradece publicamente a oferta dos dois livros que o aluno José Diogo da Costa Jesus ganhou nas competições à biblioteca da ESM.

Dois livros da ignorância.

igno1

Opinião:

“Ando a ler este livro.
Foi um livro que me chamou a atenção pela capa, e que não me desiludiu no conteúdo…
É no fundo um livro de desmistificações, um bocado o “Mythbusters” em formato papel… mais do que isso foca-se em alguns temas que achei fascinantes por estarem tão difundidos.. e no fundo serem falsos.”

 

Projecto “Radiação Ambiente”: um 2.º e um 3.º lugares.

A Escola Secundária da Mealhada obteve o 2º lugar, no escalão do Ensino Secundário, e o 3º lugar, no escalão do Ensino Básico, a nível Nacional, no Projecto “Radiação Ambiente”.

No início do ano lectivo de 2010/2011, um grupo de alunos dos 10º e 8º anos e as suas professoras de Físico e Química, Cristina Fernandes e Graça Santos, aceitaram o desafio proposto pelo LIP (Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas), para desenvolver o projecto “Radiação Ambiente”, conjuntamente com cerca de 30 escolas do Ensino Básico e 50 do Secundário.

O grupo de alunos do 10º ano. Da esquerda para a direita:

o José, o Diogo, a Maria, a Rita, a Patrícia, a Mariana e o Rafael.

O grupo de alunos do 8º ano. Da esquerda para a direita:

Mafalda e Pedro, Nádia e Rafaela, Beatriz, Rui, Nuno, Natacha, Cristiana e, lá muito no alto, a Adriana.

XX

Este projecto destina-se à promoção de experiências nas Escolas, envolvendo radiações ionizantes e colocando ênfase no problema do gás radão. Assim, semanalmente e num período combinado entre professoras e alunos (após as aulas) foram realizadas várias experiências, tais como:

Estas experiências foram desenvolvidas pelos alunos com entusiasmo e rigor.

Os resultados, depois de analisados e explorados de acordo com orientações dos promotores do projecto, foram apresentados através de um poster científico, perante um  júri, à comunidade dos restantes participantes e investigadores do LIP, no Encontro Nacional que decorreu em Penacova, no passado dia 30 de Abril.

Para além das actividades experimentais realizadas, os alunos responderam a 3 testes na plataforma Moodle aplicados pelo LIP e construíram uma página na plataforma Moodle do projecto.

Poster apresentado pelos alunos do 10º ano no “IV encontro Nacional do Projecto radiação e Ambiente.

Poster apresentado pelos alunos do 8º ano no “IV encontro Nacional do Projecto radiação e Ambiente.

XX

Os alunos do 10º ano competiram com alunos do 10º, 11º e 12º anos (a desenvolver o projecto no âmbito da disciplina de Área-Projecto); os do 8º ano constituíram o único grupo deste ano de escolaridade a participar no Encontro Nacional, sendo os demais participantes, alunos do 9º ano.

É de destacar, mais uma vez, o entusiasmo dos alunos, pelo que deixamos um louvor muito grande pela sua motivação e empenho e votos de que estes prémios continuem a conduzir a muitos outros sucessos no futuro, provando assim que o mérito está na persistência e no trabalho.

Novidades: ensaios

“História do Mundo sem as Partes Chatas”

de Fernando Garcés Blázquez

A Vantagem de Ser Mulher

Susan Nolen Hoeksema

Este livro dá às mulheres as ferramentas para gerirem as suas competências como empresárias e gestoras, mães e esposas, mentoras e líderes comunitárias – e como indivíduos em busca da realização dos seus talentos e sonhos.

Você Está Aqui

Christopher Potter

Este livro é de divulgação científica e fala-nos sobre a exploração do Universo e da nossa relação com ele, tal como se pode ver através das lentes do pensamento científico mais avançado.

Christopher Potter explica-nos o significado daquilo a que chamamos o Universo. Conta a história de como algo evoluiu do nada e se tornou em tudo o que existe.

Dois livros sobre o Estado da (nossa) Nação

Como o Estado gasta o nosso dinheiro

de Carlos Moreno

O autor foi Juiz Conselheiro do Tribunal de Contas e, ao longo de 15 anos, assinou mais de 100 relatórios de auditoria. Dá aqui conta da sua visão sobre como os nossos impostos têm vindo a ser gastos.

Uma Tragédia Portuguesa

de António Nogueira Leite com Paulo Ferreira

Duas opiniões: blogues Albergue espanhol e Estado social

Novidades

Eis algumas novidades recentemente chegadas à Biblioteca:

«Meu caminho é por mim fora»

CD-áudio com poemas de Sebastião da Gama declamados e registados em texto.

Contém 26 textos de Sebastião da Gama (prosa e poesia), com diversos excertos do Diário, das obras publicadas em vida e de obras póstumas. É uma edição da Associação Cultural Sebastião da Gama e contou com o patrocínio de muitas entidades (Banco BPI, SA; Câmara Municipal de Setúbal; Fundação Buehler-Brockhaus; Fundação Calouste Gulbenkian; Fundação Oriente; Grupo Nabeiro – Delta Cafés; Junta de Freguesia de S. Lourenço (Azeitão); Junta de Freguesia de S. Simão (Azeitão); Ramos & Varela, SA).

Um bom meio de divulgar poesia e o gosto pela palavra.

Que Futuro? – Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento e Ambiente

Este livro aborda os principais desafios enfrentados actualmente pelo desenvolvimento social e económico, no contexto das mudanças globais no século XXI. Assim, apresenta uma análise pormenorizada das questões relacionadas com as alterações climáticas, a dependência dos combustíveis fósseis, a desflorestação, a perda de biodiversidade, a desertificação, a poluição do ar, da água, dos solos e dos oceanos, ao mesmo tempo que trata aspectos relativos aos problemas de superpovoamento, pobreza, injustiças sociais e económicas e conflitualidade.

Filipe Duarte Santos é um cientista português, reconhecido internacionalmente como um dos mais reputados especialistas mundiais nestas matérias.

“O Senhor”, de Rui Marcelino

O autor é natural da Vila da Marmeleira e este é o seu terceiro livro, depois dos lançamentos do “Sultão do Vale” em 2004 e “Dos Sentimentos – Coesos e Mendazes” em 2007.

A temática anda à volta  das Utopias e das actuais dificuldades com que se confronta a Humanidade, com destaque para a guerra, a fome, o capitalismo e a falta de água, segundo consta.

“VOZ : vídeo-poemas em língua portuguesa”

Da iniciativa da Produções Fictícias (Nuno Artur Silva), são dois DVD contendo clips de vídeo que passaram na RTP há uns tempos. Cada filmezinho consta da declamação de poemas de autores de língua portuguesa por diversas personalidades conhecidas.

De entre os declamadores surgem, entre vários, Adília Lopes, Adriana Calcanhoto, Adriano Luz, Ana Moura, Ana Sousa Dias, Beatriz Batarda, Camané, David Fonseca, Diogo Infante, Gabriel, o Pensador, João Lagarto, Kalaf, Manuela Azevedo, Raul Solnado, Rui Reininho, Sérgio Godinho, Sónia Tavares, Virgílio Castelo.

De entre os 41 poetas representados estão Al Berto,António Cícero, Bocage, Caetano Veloso, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Cesário Verde, Fernando Pessoa e diversos heterónimos, Fiama Hasse Pais Brandão, Luís de Camões, Manuel Alegre, Mário Sá-Carneiro, Ruy Belo, Sophia de Mello Breyner Andresen, Vinícius de Moraes.

“Batalhas”

Este DVD multimédia, realizado por Álvaro García de Zúniga , um uruguaio radicado em Portugal, e a produção de Teresa Albuquerque, é um olhar sobre a Sala das Batalhas do Palácio dos Marqueses de Fronteira em Lisboa. Aí, estão representadas diversas batalhas da Guerra da Restauração da Independência (1640-1668) e sobre os seus protagonistas.

Deste DVD, parte dele interactivo, consta também de um documentário (58′) e de 58 entrevistas (160′), podendo ser consultado por temas ou por autor. Para além do português, há versões em inglês, espanhol, francês e alemão.

Foi patrocinado pelo Minsitério da Cultura, pelo ICAM, pela Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, pela Câmara Municipal de Lisboa, Pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação para  a Ciência e a Tecnologia. Contou com a colaboração da Universidade Lusófona e Audiovisuais Atlântico. A Edição é do Plano 9.