Fontes de informação

CONHECE AS TUAS FONTES DE INFORMAÇÃO

JORNAIS

  • Periodicidade diária, semanal.
  • Destinados ao público em geral.
  • Acontecimentos apresentados sumariamente: quem, o quê, porquê, onde, como.

USAR PARA QUÊ: Informação estatística. Fotografias. Cobertura local. Notícias recentes. Editoriais.

EXEMPLOS: Expresso, Público, Jornal de Notícias, Diário de Coimbra, Jornal da Mealhada.

OBRAS DE REFERÊNCIA

  • Criadas para o público em geral e para públicos especializados.
  • Normalmente concebidos por especialistas nas matérias, nomeadamente universitários.

USAR PARA QUÊ: para informação de enquadramento a um tema. Estatísticas. Factos. Para procurar referências de outros recursos.

EXEMPLOS: enciclopédia, dicionário, atlas, almanaque, bibliografia, estatísticas.

LIVROS

  • Escritos por e para uma grande variedade de públicos.
  • Análise detalhada dos assuntos.
  • Textos longos, frequentemente acima das 100 páginas.
  • Fornece mais análise mas menos atualidade.

USAR PARA QUÊ: informação mais analítica e detalhada de um tema. Pode fornecer mais pontos de vista, mormente se for uma compilação de artigos. Recursos adicionais nas notas de rodapé e bibliografia

EXEMPLOS: vai a uma biblioteca, olha em volta e terás uma elevada probabilidade de veres livros.

PESSOAS

  • Podem ter conhecimento em determinadas áreas temáticas.
  • Podem indicar referências, demonstrar métodos e dar conselhos.
  • Podem fornecer testemunhos.

USAR PARA QUÊ: para fonte das primeiras informações. Podem fornecer dicas, ligações e contactos para orientação.

EXEMPLOS: professores, profissionais, cientistas, líderes da comunidade, organizações, testemunhas.

REVISTAS POPULARES

  • Periodicidade semanal ou mensal.
  • Escritas para o público generalista por profissionais, normalmente jornalistas ou escritores “freelance”.
  • Pode fornecer análise.
  • Artigos curtos.
  • Contêm muitas ilustrações, fotografias, gráficos.

USAR PARA QUÊ: estatísticas. Visão geral de assuntos da atualidade. Análise mais detalhada do que os jornais. Opinião pública. Fotografias.

EXEMPLOS: Visão, Pro Teste (DECO), Blitz, National Geographic, AutoSport, Casa Claudia, Super Interessante, Exame Informática, Vogue, etc..

REVISTAS CIENTÍFICAS

  • Periodicidade mensal, trimestral ou anual.
  • Escritas por cientistas ou académicos.
  • Informação científica ou técnica.
  • Campo temático muito específico.
  • Destinado ao público universitário e comunidade científica.
  • Revisto por pares.
  • Profundidade na análise.

USAR PARA QUÊ: profundidade na informação. Recursos adicionais; notas de rodapé e bibliografia. Estatísticas. Gráficos.

EXEMPLOS: ver portal da B-on (acesso a revistas para investigadores com títulos de revistas). Procura na biblioteca da tua escola.

WEB/INTERNET

  • Audiência com públicos muito variados e com diferentes interesses e níveis.
  • Escrito por qualquer um, com nível de qualidade dos conteúdos muito desigual.
  • Conteúdos muito variados, abrangendo praticamente todos os assuntos existentes.
  • Necessita de elevado sentido crítico.

USAR PARA QUÊ: abordagem imediata de qualquer assunto, Acesso a informação não impressa. Material adicional de um tema.

EXEMPLOS: portais de entidades oficiais (INE, governos, federações desportivas, empresas, sociedades científicas) Wikis, etc. etc.

 

em tabela

Diapositivo5