MIBE 2019 – programa

MIBE 2019 calendario

Anúncios

Prémio Aga Khan para a Arquitetura

akaa_logo_english_bis

Em 1977, foi criado o Prémio Aga Khan para a Arquitetura, um dos prémios mais prestigiados naquela área de atividade.

Desempenha um papel importante ao influenciar o discurso arquitetónico global e ao promover soluções inovadoras para os problemas com que se deparam muitas sociedades.

É atribuído de três em três anos aos projetos que estabelecem novos padrões de excelência nas áreas de arquitetura, práticas de planeamento, preservação histórica e arquitetura paisagística. É dada atenção a esquemas de construção que utilizem recursos locais e tecnologia adequada de maneiras inovadoras, e com projetos que inspirem esforços semelhantes noutros locais.

Em 2019, um dos projetos premiados foi uma Biblioteca: Microbiblioteca Taman Bima

Este slideshow necessita de JavaScript.

AKDN

Aga Khan, que é tratado como Sua Alteza, é fundador e principal líder da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento. É o 49º Imam (Líder Espiritual) dos Muçulmanos Shia Imami Ismailis (Ismaelitas, um ramo do Xiismo que é, por sua vez, uma das duas principais facções do Islamismo).

O Governo português concedeu ao Príncipe Aga Khan a nacionalidade portuguesa, já que, tendo nascido na Suíça, crescido e estudado no Quénia e nos Estados Unidos, com ligações ao Canadá, Irão e França, escolheu morar e dirigir a comunidade em Portugal.

Shah Karim al Hussaini, príncipe Aga Khan, tinha 20 anos quando se tornou o imã da minoria xiita de 15 milhões de pessoas, espalhadas por todo o mundo, sucedendo ao avô. Para os muçulmanos ismaelitas é descendente direto do profeta Maomé.

As relações com o nosso país são mais antigas, mas estreitaram-se quando em junho de 2015 foi assinado com o Governo português um acordo para o estabelecimento da sede formal e permanente do gabinete do imã em Lisboa. Significa que os Ismaelitas têm a sua sede no nosso país.

No contexto das suas responsabilidades hereditárias, Sua Alteza o Aga Khan tem estado profundamente envolvido, ao longo de mais de 60 anos, no desenvolvimento de países em todo o mundo através do trabalho da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento.

REDE AGA KHAN PARA O DESENVOLVIMENTO (Aga Khan Development Network) engloba uma série de agências orientadas para o desenvolvimento e a promoção do bem estar das populações: Academias Aga Khan, Agência Aga Khan para o Habitat, Agência Aga Khan para o Microfinanciamento, Serviços Aga Khan de Educação, Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico, Serviços Aga Khan para a Saúde, Fundo Aga Khan para a Cultura, Universidade Aga Khan e Universidade da Ásia Central e a Fundação Aga Khan.

aorganigramme.png

Desenvolve atividades em assuntos muito diferentes como é a agricultura e segurança alimentar, arquitetura, sociedade civil, cultura, educação, desenvolvimento empresarial, inclusão financeira, habitat, saúde, cidades históricas, ajuda humanitária, desenvolvimento industrial, desenvolvimento de infraestrutura, média, música, promoção do turismo.

Esta organização tem uma das principais bases em Portugal, onde intervém nas áreas da inclusão social, nomeadamente dos imigrantes, e na educação.

 

Semana de Ação pelo Clima

000000

Os alunos do 8º B2 do Agrupamento de Escolas da Mealhada não quiseram ficar indiferentes na Semana de Ação pelo Clima. Assim, durante esta semana, escreveram  a letra de uma música e decidiram percorrer o Parque da Cidade no dia 27 de setembro. Neste dia, vestiram camisolas amarelas (para representar a Amnistia Internacional) e verdes ( cor da clorofila e consequentemente dos cloroplastos, estruturas celulares onde se realiza a fotossíntese). Optaram por não usar cartazes, para não utilizar papel que se obtém de árvores.

0000000

Durante o seu percurso apelaram à proteção do nosso planeta entoando a canção que elaboraram:

Foi na Terra que eu nasci

E foi cá que eu cresci

Nasci para te ajudar

E o nosso mundo melhorar

 

Está na hora de agir

O planeta estamos a destruir

 

Sou protetor do ambiente eu sou

Ser sustentável eu vou

Para o mundo salvar

(2x)

Agualusa no Luso

naom_55bc910da3648

 

O escritor José Eduardo Agualusa é o convidado de 2019 do “Cultiva a leitura com…” na vila do Luso, nos dias 14 e 15 de junho.

A iniciativa parte da Junta de Freguesia do Luso, mas tem consigo diversos parceiros entre eles o Centro Escolar do Luso e as bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas da Mealhada.

Nascido em Angola, José Eduardo Agualusa é romancista, contista, cronista e autor de literatura infantil. Já publicou treze romances e diversas coletâneas de contos e de poesia. Os seus livros estão traduzidos em mais de trinta idiomas e os romances, contos e livros infantis têm sido distinguidos com os mais prestigiados prémios: Grande Prémio de Literatura RTP, Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores e Grande Prémio da Literatura para Crianças da Fundação Calouste Gulbenkian. “O Vendedor de Passados” e “Teoria Geral do Esquecimento” foram duas obras internacionalmente distinguidas.

“Conta que se tornou escritor em bibliotecas, porque de outra forma nunca teria acesso a tantos livros, e todos os escritores são, antes de mais, grandes leitores. Aliás, o seu primeiro romance, A Conjura, foi em grande parte escrito num a biblioteca pública”.

Programa

dia 14 de Junho – sexta feira

10h – Início do percurso Emídio Navarro (a começar na Fonte de S João)

11h – Encontro com os utentes do Centro Melo Pimenta

Pausa

14h – Encontro com a comunidade educativa no centro Escolar do Luso

16h – Continuação do Percurso Emídio Navarro

Visita ao Casino e às Termas de Luso

dia 15 de junho – sábado

11h – saída para a Mata do Bussaco (ponto de encontro: Grande Hotel de Luso)

Percurso literário – passeio pela mata, com início nas Portas de Coimbra) com leitura de uma selecção de textos

Plantação de uma árvore pelo escritor José Eduardo Agualusa

20h45 – Encontro com o escritor José Eduardo Agualusa

Local: Biblioteca do Casino de Luso