Ricardo Araújo Pereira e as bibliotecas

Artigo no jornal do Público:

«Foi desta paixão pelas palavras, perdendo-se em bibliotecas, que nasceu o humorista. Na biblioteca do colégio jesuíta, conheceu José Gomes Ferreira – “Gaveta de NuvensO Mundo dos Outros” – e Mário de Carvalho – “A inaudita guerra da Avenida Gago Coutinho”; depois na biblioteca da universidade, “onde se permitia o acesso às estantes, o que é excelente para o nosso crescimento pessoal e péssimo para as notas”.»

rap

(para ler a notícia completa, clicar na imagem)

Embaixada dos EUA na Escola Secundária

DSC_2279

No âmbito das atividades previstas no Plano de Atividades do Agrupamento, o Grupo de Disciplina de Inglês promoveu uma sessão na Escola Secundária da Mealhada no dia 10 de janeiro, pelas 11:00 da manhã, com o Conselheiro para a Imprensa e Cultura da Embaixada dos Estados Unidos da América de Lisboa (EUA), Todd Miyahira, que abordou o tema “Multiculturalism in the USA”, e outra com o representante do Programa Fulbright, Dorian Rosca, que falou sobre “Study in the USA”. A Coordenadora da Disciplina de Inglês do Agrupamento, Nazaré Moreira e a Dr.ª Teresa Roque, do Office of Public Affairs da Embaixada dos EUA, têm vindo a desenvolver um tipo de colaboração com vista a iniciativas deste teor que são enriquecedoras para ambas as partes.
O público, cerca de 80 elementos, foi constituído por alunos das turmas do 11.º ano de escolaridade, acompanhados pelos respetivos professores e alguns docentes do Grupo de Disciplina de Inglês.

DSC_2299
A comunicação de Todd Miyahira assentou em parte na história da sua família e na experiência que adquiriu como diplomata. Neto de imigrantes japoneses que se instalaram no Havai e nascido em New Jersey, relatou alguns episódios do processo de integração da família, nomeadamente quanto ao que lhes aconteceu durante a II Guerra Mundial, durante a qual a comunidade japonesa foi sujeita a medidas rigorosas de confinamento.

DSC_2301
Desde julho de 2017 em Portugal, Todd Miyahira é o responsável pelos programas e intercâmbios de natureza educacional, profissional e cultural entre os Estados Unidos e Portugal, trabalhando com instituições portuguesas de natureza profissional, governamental educacional ou cultural. Antes, serviu em Washington, D.C., como Assistente Especial do Sub-Secretário do Departamento de Estado para a Diplomacia e Assuntos Públicos, Richard Stengel. Também trabalhou no Gabinete de Diplomacia e Assuntos Públicos para a Europa e Ásia, encarregando-se dos assuntos sobre Turquia, Grécia e Chipre, entre outras funções na Casa Branca e no Departamento de Estado. Tendo entrado ao serviço em 2005, serviu ainda nas embaixadas dos EUA na Bolívia, Holanda e Honduras. Graduou-se na Universidade de Georgetown e fala Castelhano e Português.

DSC_2334
Dorian Rosca, romeno de origem, chegou a Portugal aos 10 anos, é formado em Relações Internacionais e estudou nos EUA. Na sua comunicação, prestou informação muito útil sobre as possibilidades que os alunos portugueses têm para estudar nos EUA através de bolsas Fulbright.
O Programa Fulbright tem por missão fomentar a realização de experiências de intercâmbio de professores, investigadores e estudantes entre os Estados Unidos e Portugal. O objetivo passa essencialmente por incentivar o entendimento e partilha de conhecimento entre ambos os países fazendo uso do potencial e qualidades presentes nos sistemas de ensino de ambos. Fundado pelo senador J. William Fulbright, é patrocinado pelo Departamento de Estado dos EUA, governos de outros países e pelo setor privado. Aprovado pelo Senado em 1946, o Programa tem grande prestígio pelo incentivo à educação intercultural do mundo, funcionando em 144 países, contando diversos agraciados com o Prémio Nobel entre os seus beneficiados.
Em Portugal, o Programa é gerido pela Comissão Fulbright, criada em 1960 por acordo diplomático assinado entre o Governo Português e o Governo dos Estados Unidos da América. A Comissão administra desde então em Portugal o Programa Fulbright de intercâmbio educacional. Em 2015 foi assinado e entrou em vigor um novo acordo entre os EUA e Portugal, que veio contribuir para o reforço da cooperação nas áreas da educação e ciência entre os dois países, no âmbito da atividade da Comissão Fulbright.

A Biblioteca colaborou, promovendo uma mostra de material informativo que a Embaixada ofereceu aquando da sua presença para um evento semelhante no ano letivo de 2016/2017 igualmente promovido pelo Grupo de Disciplina de Inglês. Foram ainda colocadas em destaque algumas das obras de autores norte-americanos existentes na coleção da nossa Biblioteca, facto este apreciado pelos convidados.

Os alunos e professores presentes aplaudiram com entusiasmo ambas as apresentações, o que torna gratificante o esforço e empenho que a realização de iniciativas deste género sempre implicam.

Projeto programação e robótica

cabecalho01

As Bibliotecas do Agrupamento de Escolas da Mealhada, através essencialmente do trabalho da Professora Cristina Carrilho, desenvolvem um projeto de promoção da programação e robótica.

Depois de um período inicial no ano letivo 2015/16, com o desenvolvimento de atividades envolvendo a aplicação Scratch, depois de um ano de intervalo, andamos a experimentar outras aplicações e dispositivos que têm em comum o objetivo de desenvolver competências na área da programação e robótica.

Temos envolvido essencialmente alunos do 2,º ciclo do Ensino Básico da Pampilhosa e da Mealhada, pois são aqueles que se mostraram mais receptivos. Temos notado também a adesão positiva de alguns alunos com necessidades educativas especiais que têm revelado boas aptidões para as tarefas desenvolvidas.

Khan Academy traduzida pela Fundação PT

khan-academy-logo

Criado em 2006 pelo americano Salman Khan, o site Khan Academy, foi traduzido para Português Europeu e disponibilizado pela Fundação PT.

Oferece gratuitamente vídeos e exercícios interativos disponíveis a qualquer hora do dia. Basta ter um  equipamento (computador/tablet/smartphone) com acesso à Internet!

Com enfoque na matemática, os conteúdos podem ser usados por qualquer pessoa, quer se trate de um estudante, professor, encarregado de educação ou de um mero curioso.

Veja  aqui o vídeo de apresentação.

José Diogo, medalha de bronze na olimpíada da Química 2017

O nosso ex-aluno e agora estudante no Instituto Superior Técnico de Lisboa, José Diogo, foi o representante português na XXII Olimpíada Ibero-Americana de Química 2017, realizada entre 8 e 15 de outubro de 2017 em Lima, Peru, alcançando a medalha de bronze, numa competição muito renhida.

Junto reproduzimos uma imagem com o artigo da revista da Sociedade Portuguesa de Química que dá notícia do acontecimento.

ze

Concurso Nacional de Leitura: 12.ª edição

transferir

 

As Bibliotecas do AE da Mealhada e a Biblioteca Municipal (Rede de Bibliotecas da Mealhada), estão a organizar a participação dos alunos do Município no 12.º Concurso Nacional de Leitura 2017-18.

Divulgamos aquiregulamento das fases local e municipal.

A iniciativa do Concurso é do Plano Nacional de Leitura PNL2027 a que se associam, tal como em edições anteriores, a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), a Rede das Bibliotecas Escolares (RBE), o Instituto Camões IP, a Direção de Serviços de Ensino e Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DSEEPE) e a RTP.

O concurso tem como objetivo a promoção da leitura e da escrita junto da população escolar.

Até ao ano anterior, limitava a participação a alunos do terceiro ciclo e do ensino secundário. A presente edição alarga o universo a todos os níveis de ensino básico e secundário. Assim, o Concurso Nacional de Leitura, 12ª edição, correspondente ao ano letivo 2017/2018, passa a ser dirigido aos alunos do 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e aos alunos do Ensino Secundário.

No caso dos alunos do PRIMEIRO CICLO, a participação é limitada aos alunos que frequentam o 4.º ano de escolaridade e a sua participação é obrigatória.

Esta obrigação foi decidida numa reunião em que estiveram presentes o Sr. Diretor do Agrupamento, o Sr. Vereador da Educação da CMM, técnicas superiores da Câmara Municipal que gerem as questões de Educação e de Cultura, os Professores Bibliotecários, a Sr.ª Coordenadora Interconcelhia das BE e as Bibliotecárias da BMM. Tem por objetivo estabelecer o hábito na participação neste género de concursos em que os alunos do município podem representar a Comunidade em iniciativas de prestígio e, ao mesmo tempo, proporcionar-lhes experiências desafiadoras.

Por outro lado, a participação de todos os alunos do 4.º ano obriga-nos a um trabalho logístico muito complexo, uma vez que temos de reunir todos os exemplares existentes no Agrupamento do livro a concurso (Missão Impossível, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada). Para além disso, estamos a pedir emprestados exemplares a bibliotecas de outros municípios (Albergaria, Águeda, etc.). Esperamos, pois, fornecer um exemplar a todos os alunos do quarto ano de escolaridade.

Versões em livro eletrónico de Missão Impossível.

Por fim, esta iniciativa não pode deixar de contar com a colaboração dos docentes das turmas do 4.º ano de escolaridade: na promoção da iniciativa, na distribuição dos livros e respectivo registo, no trabalho de organizar o dia da prova e ajudar a corrigir e pontuar os questionários respondidos na fase de escola. Os questionários serão do tipo de de resposta fechada e a correcção será feita através de chave de resposta estandardizada.

Relativamente aos alunos dos restantes ciclos de ensino, a participação é voluntária e obrigará, em princípio, a um esforço menor. Apesar disso, esperamos a colaboração dos docentes do Agrupamento a quem for solicitada a sua participação.