Teatro de Strindberg

menina-jc3balia

Menina Júlia
de August Strindberg

Tradução: Augusto Sobral e Tânia Filipe

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Júlia é uma jovem aristocrata que, por detrás de uma inocência aparente esconde um lado provocador. Numa noite de S. João, Júlia seduz e é seduzida por João, criado do senhor Conde e noivo de Cristina, a cozinheira da casa. Desejo, conflitos de poder, o choque violento das classes sociais e dos sexos que povoam aquela que será uma noite trágica.

Crítica: roda dos livros | Público 1Público 2

Crónicas moçambicanas

Manual para Incendiários e Outras Crónicas, Luís Carlos Patraquim from Antígona on Vimeo.

 

manual

Manual para Incendiários e Outras Crónicas
de Luís Carlos Patraquim

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Antígona:

Este livro é um conjunto de crónicas publicadas entre 2000 e 2009 na imprensa portuguesa e moçambicana (Jornal de Letras, Savana, ÁfricaLusófona e Angolé), cujo fio condutor é a ironia do processo de escrita. Repositório humorado das reflexões do autor-cronista sobre a actualidade,Manual para Incendiários e Outras Crónicas prima pelo olhar mordaz e apaixonado sobre a literatura, a identidade moçambicana, a aculturação e a intromissão ocidental. Crónicas desenvoltas que abarcam a Europa, África e as suas gentes, são uma visão destes dois mundos aliada a um vívido humor.

BIOgrafia do autor

 

 

 

 

Efemérides assinaladas no Centro Escolar da Mealhada

 

Dia da Convenção dos Direitos da Criança

Na Biblioteca do Centro Escolar da Mealhada, os dois grupos do jardim de infância, exploraram os livros sobre os direitos da criança.

Na semana de 20 a 24 de novembro, a partir da história: “ O que me faz feliz” de Joana Cabral, cada criança desenhou, num balão, o que a faz feliz. Com todos os desenhos, cada grupo construiu um balão de. Assim, talvez os adultos possam respeitar melhor o direito das crianças a serem felizes!
Durante essa semana as crianças do 1.º ciclo puderam ler e escrever sobre os seus direitos.

S. Martinho no Centro Escolar da Mealhada

A propósito do S. Martinho, exploramos a ladainha e provérbios de S. Martinho e levamos para casa nas castanhas e cartuchos.

Viagem ao Japão, ao anime e ao manga

japao

O Japão é um Lugar Estranho
Viagem de Um Pai com o Seu Filho ao País da Manga e do Anime

de Peter Carey

Tradução: Carlos Vaz Marques

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura

OPINIÕES: 1 | 2

Uma opinião pueril mas sincera:

Romance de autor timorense

cronica

Crónica de Uma Travessia,

de Luís Cardoso

  • Plano Nacional de Leitura
  • recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura

Primeiro romance de um autor timorense a ser publicado em Portugal, Crónica de Uma Travessia é uma obra autobiográfica que acrescenta uma dimensão inédita ao combate pela liberdade de Timor.

+INFO

Literatura africana em Língua Portuguesa

cao tinhoso

Nós Matamos o Cão-Tinhoso

Luís Bernardo Honwana

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Livro de sete contos publicado em 1964 e considerado uma obra fundacional da literatura moçambicana moderna.

Os contos:“Nós Matámos o Cão-Tinhoso”, “Dina”, “Papa, Cobra, Eu”, “As Mãos dos Pretos”, “Inventário de Imóveis e Jacentes”, “A Velhota” e “Nhinguitimo”.

Vimeo

cronicas pepetela

Crónicas Com Fundo de Guerra

de Pepetela

As crónicas publicadas no jornal “Público” de 1992 a 1995, numa altura em que, depois do processo de pacificação e eleições do ano de 1992, a guerra civil angolana foi retomada.

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Pepetela (Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos) nasceu em Benguela, Angola, em 1941. Frequentou o Ensino Superior em Lisboa mas acabou por licenciar-se em Sociologia, em Argel, durante o exílio. Iniciou a sua actividade literária e política na Casa dos Estudantes do Império. Como membro do MPLA, participou activamente na governação de Angola, após o 25 de Abril.
A partir de 1984, foi professor na Universidade Agostinho Neto, em Luanda, e tem sido dirigente de associações culturais, com destaque para a União de Escritores Angolanos e a Associação Cultural Recreativa Chá de Caxinde.
A atribuição do Prémio Camões (1997) confirmou o seu lugar de destaque na literatura lusófona.

O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca

Caderno-Vermelho-da-Menina-Karateca

O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca

de Ana Pessoa

Ilustração de Bernardo Carvalho

Planeta Tangerina

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma.

N não é uma menina, é Karateca.
N tem 14 anos, quase 15, e o seu maior sonho é ser cinturão negro e beijar Raul.
N gosta de escrever, mas prefere lutar com o Raul.
(escrever é uma seca.)
Isto não é um diário. Não tem chave, não tem segredos.
(sim, tem segredos.) Também tem vontade própria, páginas movediças, palavras como «diarreia» e «romântico» e personagens como a bruxa má que quer aprender a ser boa e a mosca que não sabia quem era.
Isto é o Caderno Vermelho da Rapariga Karateca. O objeto preferido de N, um animal de estimação, uma personagem, uma pessoa de verdade.
(O que é a verdade?)

O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca é a primeira obra de Ana Pessoa.

Venceu o prémio Branquinho da Fonseca – Expresso / Gulbenkian, na modalidade Juvenil.

Clássicos da literatura

O Agrupamento adquiriu estas 5 obras da literatura do século XIX e que são considerados verdadeiros clássicos. Estas obras estão recomendadas para a componente de Educação Literária, de acordo com uma sugestão transmitida pelas professoras da disciplina de Português.

A equipa coordenadora das Bibliotecas Escolares, quando toma a iniciativa de solicitar ao Sr. Director a compra de livros, adopta como critério de prioridade o interesse das disciplinas, daí carecendo de ajuda dos Departamentos na indicação das referências necessárias, assim como o de dotar as bibliotecas de clássicos, obras intemporais que se tornaram cânones da nossa cultura.

Jerusalém, Ida e Volta de Saul Bellow

jerusalem bellow

A Biblioteca da Escola Secundária da Mealhada acaba de receber uma série de livros que vem completar a oferta de obras recomendadas pelo programa da disciplina de Português do Ensino Secundário para a componente educação literária.

A Biblioteca já tinha parte da coleção indicada naquela lista de obras, mormente no que se refere às recomendadas para o 10.º ano de escolaridade, por via de um investimento feito em anos anteriores, e esta aquisição vem completar a oferta que podemos proporcionar aos nossos alunos.

Da lista publicada no programa do Ministério da Educação ainda nos falta alguns itens uma vez que as edições de algumas obras estão esgotadas no mercado.

Jerusalém, Ida e Volta

de Saul Bellow (Prémio Nobel da Literatura em 1976)

Tradução: Raquel Mouta

  • Plano Nacional de Leitura
  • Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.
  • Obra editada numa coleção dedicada à literatura de viagem, organizada por Carlos Vaz Marques.
biografia do autor
Críticas 1 e 2

Sessão na EB de Barcouço

No dia 26 de outubro fomos até à Escola Básica de Barcouço fazer uma sessão com os meninos da turma do primeiro ano e entregar uns marcadores com o número de leitor de cada um. Esta atividade inseriu-se no Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, realizado todos aos anos no mês de outubro..

A sessão foi animada e os alunos estiveram atentos e interventivos.

Já todos sabem como se devem comportar na biblioteca.

Temos fotografias muito interessantes que mostram o interesse e o envolvimento das crianças, mas as regras de divulgação de fotos seguido pelo Agrupamento interditam que se publique fotos que permitam a identificação dos menores. Entendemos e apoiamos as regras, mas obrigam-nos a desfear o material e a não publicar fotografias muito interessantes que testemunhariam a forma como os meninos nos receberam e ouviram.

IMG_4926IMG_4933

Começaram as atividades Scratch

Os alunos da Escola Básica n.º 2 da Pampilhosa tiveram o seu primeiro contacto com  linguagem de programação através da aplicação Scratch, do MIT.

Um aluno do 5.º ano, o Pedro, fez o seu primeiro projeto, tendo construído o seu próprio cenário e explorado comandos, ciclos de repetição e, naturalmente, muitos conhecimentos matemáticos e linguísticos.

scratch_n

Em modo Halloween, o João e o Diogo também quiseram aventurar-se a dar os primeiros passos em Scratch…

scratch_n2