Obras de Umberto Eco

 

Umberto Eco é uma das grandes figuras intelectuais da Europa.

Conhecido por muitos como romancista, a sua base de estudo é, porém, a Estética Medieval e, a partir de 1970, a Semiótica.

Académico de enorme prestígio, não se coibiu de intervir na vida contemporânea como autor de inúmeros artigos publicados em jornais e revistas destinados ao público em geral.

Em 1962 publica a obra “Obra Aberta”, livro que reúne ensaios publicados em periódicos,  e, em 1964, os diversos estudos acerca da cultura de massa contidos em “Apocalípticos e Integrados“.

A partir da década de 1970 publica inúmeros artigos e livros com grande impacto quer entre académicos, quer entre o público em geral.

Em 1980 publica a sua primeira obra de ficção, “O nome da rosa”, depois adaptado ao cinema por Jean-Jacques Annaud, ambos existentes nas bibliotecas do concelho, em que, a propósito de um enredo de crime e mistério, descreve o estilo de vida e a mentalidade dos habitantes de um convento medieval.

Depois dessa primeira experiência, reincide na ficção mais seis vezes.

Na nossa biblioteca temos também um livro muito útil, “Como se faz uma tese”, em que Eco dá bons conselhos a quem pretende iniciar-se na investigação universitária. É um manual muito útil para alunos do Ensino Secundário e do Ensino Superior que recomendamos vivamente.

É também um bibliófilo de fama internacional.

Não menos importante: é dono de um esplêndido sentido de humor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s