Viagens

NosPassosMagalhães Capa

Nos passos de Magalhães

Gonçalo Cadilhe

Oficina do Livro

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para os 10º, 11º e 12º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Nos Passos de Magalhães é  um livro de viagens que tem como fio condutor a vida de Fernão de Magalhães.
De Lisboa às Filipinas, da Micronésia à Patagónia, de África a Insulíndia, Gonçalo Cadilhe construiu uma biografia itinerante do primeiro europeu a chegar ao pacífico e reconstruiu a viagem realizada há 500 anos, a primeira a volta do globo.
Episódios da R.T.P.

Outro clássico americano

Mataram a Cotovia

de Harper Lee

Vídeo no D.N.

Crítica Ípsilon

por Helena Vasconcelos: O silêncio dos inocentes

Harper Lee (n. Monroeville, Alabama, 1926) é uma das escritoras mais amadas da literatura americana  (…), Juntamente com Huckleberry Finn, de Mark Twain, e principalmente com À Espera no Centeio, de J.D. Salinger, a obra-prima de Harper Lee forma uma trilogia de cariz iniciático para a maior parte dos jovens americanos – e não só.

Good reads: depoimento de Sara

Um clássico americano

À Espera no Centeio

de J. D. Salinger

Depoimentos:

Na Wikipédia

No blogue “Leituras do médico”:  “The Catcher In The Rye”, traduzido para português como “À Espera No Centeio”, é O Livro de J.D.Salinger, e é também um dos livros que definiram determinadas trajectórias das letras e do viver americano do pós-guerra. Foi dos livros ao mesmo tempo mais proibidos e mais estudados nas Universidades americanas desde a sua publicação.

Em “Rascunho”

Em “Notas ao acaso”

Cosmópolis de Don DeLillo

Eric Packer é um multimilionário que enriqueceu com a bolsa, tem 28 anos, e decide sair da sua rica mansão e tomar a limusina para ir cortar o cabelo, pelo que tem de atravessar Manhattan. Esta travessia torna-se uma viagem vertical, um autêntico desfile de figuras e acontecimentos bizarros, paisagem da moderna alma ocidental de fim de século.
Críticas:

“Fragmentado […], perturbador, sarcástico e obscuro q.b., o último romance do escritor italo-americano ficciona alguns dos temas mais prementes da actualidade. Aqueles que o acusam de inverosimilhança andarão distraídos do Mundo.”
Ana Cristina Leonardo, Expresso, 24/1/04

“O tempo deste livro são os anos 90 convergindo para um único dia de Abril de 2000, na baixa de Manhattan, entre o East Side e o West Side da rua 47. […] Ao longo desta lenta odisseia por um corte de cabelo, desfila Nova Iorque […]. Mas não apenas. Há um violento protesto de antiglobalização em Times Square, com um manifestante a imolar-se pelo fogo. Há um funeral solene de um rapper sufi. Há a derradeira rave tecno. Há centenas de figurantes de um filme deitados na rua, nus.”
Alexandra Lucas Coelho, Público Mil Folhas, 10/1/04

Companhia das Letras

Livrada!

Filme:

IMDB

O lado selvagem

Baseado no caso real de Christopher McCandless, de vinte e dois anos que, ao terminar a faculdade, doou todo o seu dinheiro a uma instituição de caridade, mudou de identidade e partiu em busca de uma experiência genuína que transcendesse o materialismo do quotidiano.

Começando a sua viagem pelo Oeste americano, Christopher dá igualmente início a uma aventura que mais tarde viria a encher as páginas dos jornais e que termina com a sua morte no Alasca. Uma morte misteriosa… Acidental ou propositada? Um livro comovente que cativa o leitor pela forma como é retratada a força indomável de um espírito rebelde e lírico.

Este livro deu origem a um filme:

SAPO cinema

IMDB

Persépolis de Marjane Satrapi

tradução de Duarte Sousa Tavares

edição Contraponto

A adolescência de Marjane Satrapi foi a preto e branco. O livro que a autora iraniana escreveu e desenhou não podia ser de outra maneira. (crónica da TSF)

Opinião Porta-Livros

Este livro deu origem a um filme de animação extremamente bem recebido pelo público e pela crítica:

IMDB

Página da Sony Classics