Mário Zambujal

Primeiro as senhoras,

Mário Zambujal

Informação: Leya

Anúncios

Viagens

Eis dois livros que tratam de viagens, embora em sentidos diferentes. Um é uma viagem no tempo, outro é um manual que nos explica como viajar sem gastar muito dinheiro.

Caderneta de cromos,

de Nuno Markl

O inspirado humorista leva-nos a visitar as memórias dos anos 70 e 80 do século XX. Originalmente é um programa da Rádio Comercial.

podcasts facebook Rádio Comercial blogue

O Mundo é fácil,

de Gonçalo Cadilhe

Gonçalo Cadilhe faz de viajar o seu modo de vida, com uma filosofia diferente daqueles que procuram o conforto das viajens formatadas pelas agências ou pelos gabinetes de turismo. Vai à aventura, viaja em transportes públicos, dorme em hoteis baratos (ou onde calha), passeia por sítios por onde o turista normal receia andar.

Neste livro explica como é possível fazê-lo e dá conselhos aos mais temerosos.

Artigo na “Visão”. Blogue Clube dos livros.

Clássicos de autores anglófonos

Três autores classicos em língua inglesa:

A gente de Smiley,

de John Le Carré

Um classico de literatura de espionagem, considerado um dos melhores exemplos deste género.

A um deus desconhecido,

de John Steinbeck

Um consagrado autor norte-americano e uma das suas obras mais citadas.

O Big Sur e as laranjas de Jerónimo Bosch,

de Henry Miller

Esta não é a obra mais conhecida do autor, mas será um bom motivo para descobrir esta novidade.

A Geração Digital e a Web 2.0

Seminário

“A Geração Digital e a Web 2.0”

cartaz_seminario_web2 0

Contextualização
A evolução tecnológica assemelha-se a uma bola de neve, isto é, cresce a cada dia. Contudo, no âmbito da Educação, a tecnologia não pode representar um fim em si mesma, devendo ser vista como um recurso auxiliar no processo cognitivo.

A par do desenvolvimento tecnológico, confirmam-se as características daquela que é a denominada «Geração Digital». A Internet imprimiu alterações no acto de comunicar e, consequentemente, em múltiplos aspectos com ele relacionados: na leitura, na escrita, nas práticas de pesquisa, no conceito de sala de aula, até às estratégias de marketing e de divulgação da informação.

O trabalho colaborativo aparece, agora, facilitado por uma panóplia de recursos e a avaliação das aprendizagens pode ser cada vez mais natural, frequente e rápido.

A WEB 2.0 e a emergente WEB 3.0 tem tido um papel basilar na evolução dos paradigmas subjacentes à comunicação, ao acesso e produção da informação e, consequentemente, do processo de aprendizagem.

O Seminário «Geração Digital e a WEB 2.0» procura ser um momento de aprofundamento de conhecimentos, de debate e de reflexão acerca das tecnologias educativas emergentes e dos cenários em que elas podem ser aplicadas como elemento potenciador das aprendizagens.

Objectivos
• Reconhecer as características idiossincráticas da Geração Digital
• Reflectir acerca de perspectivas pedagógicas diferenciadas
• Conhecer as tendências evolutivas da Tecnologia Educativa
• Analisar as potencialidades da WEB 2.0

Destinatários
• Educadores
• Professores

Oradores
Evandro Morgado (evandro.morgado@gmail.com) – presencial
Armando Oliveira – videoconferência

Local: Auditório da Escola Secundária da Mealhada
Dia: 2 de Março de 2011
Horário: das 15:00 às 18:00 horas
Preço: Gratuito

Inscrições: ticnabe.blogspot.com

Data limite para inscrição: 25 de Fevereiro de 2011

Actividade promovida pela equipa PTE do Agrupamento de Escolas da Mealhada com a colaboração da Biblioteca Escolar da Escola Secundária da Mealhada.