Bicentenário da Batalha do Bussaco

Esta manhã assistimos às cerimónias militares e protocolares do Exército Português, junto ao monumento evocativo da Batalha do Bussaco, no monumento que existe na Serra do Bussaco. Estiveram presentes os alunos da nossa escola dos níveis do Ensino Básico, devidamente enquadrados por professores, assim como alunos das outras escolas do novo Agrupamento.

Este momento solene foi presidido pelo Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, como estava previsto. Contou com a presença do Sr.º Presidente da Câmara da Mealhada, que proferiu uma alocução, das mais elevadas patentes do Exército e do Duque de Kent em representação do Reino Unido. Também estiveram presentes outras individualidades civis e religiosas, de entre as quais salientamos o Ministro da Defesa e o Sr. Bispo da Diocese de Coimbra.

Na parada do monumento estavam alinhados dois pelotões do Exército fardados modernamente, uma banda e militares fardados ao estilo da época em que se travou a Batalha, incluindo Cavalaria, o que deu à cerimónia um colorido muito característico deste género de comemorações. Também esteve presente um grupo de militares do exército britânico fardados modernamente, os quais ocuparam o espaço situado do lado esquerdo da tribuna de honra. Do lado oposto havia um grupo de pessoas que envergavam fardas ao estilo da época das guerras napoleónicas, algumas envergando fardas do exército francês.

Notámos um número significativo de populares a assistir, embora as condições reservadas ao público não militar não fossem as melhores nem permitissem que um maior número de pessoas pudessem assistir às comemorações de forma digna.

De salientar que notámos a presença de civis estrangeiros. Tomámos a iniciativa de perguntar a alguns a razão da sua presença e esclareceram-nos que estavam ali de propósito para assistir às comemorações uma vez que antepassados seus participaram nos combates e essa memória tinha perdurado nas suas histórias familiares. Eram britânicos e um deles até terá vindo da Austrália, de onde é natural. Este facto permite-nos confirmar que certos povos ainda mantêm apreço pela sua História, cultivam as suas memórias e celebram os seus antepassados com orgulho.

Programa das comemorações:

ACTIVIDADES COLABORATIVAS COM AS ESTRUTURAS CURRICULARES DA ESCOLA

A actividade da Biblioteca Escolar, como serviço que deve participar no processo educativo e assim cumprir a sua Missão no seio da Escola, torna-se muito mais eficaz quando feito em articulação estreita com as demais estruturas curriculares da Escola.

Neste ano lectivo queremos continuar o trabalho colaborativo com os Departamentos, Grupos Disciplinares, Conselhos de Turma e demais estruturas que se queiram associar, assim como com qualquer docente que, de forma individual ou em grupo, pretenda a colaboração da Equipa da BE no seu trabalho com os alunos. A experiência acumulada nestes últimos dois anos foi bastante positiva e pretendemos aprofundar o nosso nível de colaboração com todas as estruturas curriculares da Escola

A Biblioteca privilegia as seguintes áreas de intervenção:

Literacia da informação.

Podem ser incluídas todas as actividades que visam desenvolver as competências e atitudes que são mobilizadas nos trabalhos de pesquisa de informação (localizar, analisar, avaliar, interpretar e comunicar ideias). Proporcionamos apoio neste domínio (serviço de referência), através do qual procuramos fazer formação dos leitores nas diversas técnicas de pesquisa e alargá-la à maior parte dos elementos da comunidade escolar de forma sistemática.

Para este fim, podemos privilegiar as componentes NAC no Ensino Básico e os trabalhos de investigação no âmbito das disciplinas no Ensino Secundário, sem prejuízo de qualquer outra proposta que nos possam fazer. Tanto podemos envolver o apoio a uma turma inteira como apenas a uma parte, na sala de aula ou na própria biblioteca, reservando o espaço e recursos, conforme a conveniência dos professores.

Neste âmbito, procuraremos envolver as TIC em todos os processos de forma a estimular o desenvolvimento de competências neste domínio.

Para apoio a esta área de intervenção, existem guias de apoio neste blogue.

Promoção da leitura.

Actividades que permitam criarem condições que facilitem a leitura: colaboração na elaboração da lista de aquisições de acordo com estratégias de promoção da leitura para se poder oferecer títulos variados e atractivos; promover actividades integradas na componente lectiva normal das disciplinas.

Propostas de actividades a serem desenvolvidas em contexto de sala de aula, na própria biblioteca em colaboração ou em ambos: oficina de textos literários, sessões de debate, sessões de leitura silenciosa, criação de clube de leitores, feira do livro, semanas culturais, ciclos de cinema baseados em clássicos da literatura, elaboração de biografias ou de autobiografias, guias de Leitura “Ler por prazer”, encontro com autores contemporâneos, ou outras sugestões.

De salientar que este ano estamos envolvidos num projecto financiado em € 6000 pela Fundação Calouste Gulbenkian (“Novos rumos, novas estradas, as mesmas palavras”), que visa estimular a leitura nos alunos do Ensino Secundário e a utilização de novos meios e suportes.

De salientar que a promoção da leitura não está reservada aos professores de português ou de línguas estrangeiras e pode ser assumido por todos os grupos disciplinares, sem excepção.

 

Nota muito importante: todas as actividades desenvolvidas nos trabalhos colaborativos deverão ser objecto de planificação prévia e devidamente registados nos diversos documentos de planificação e registo (actas).